Dic
02
2016

El control sobre el cuerpo según Vigilar y Castigar y la microfísica del poder de Michel Foucault (en portugués)

Por:

Este artigo visa apresentar, de modo bem amplo e
genérico, uma visualização do pensamento de Michel Foucault no que se refere ao
problema da constante vigilância e controle sobre a vida humana no mundo
moderno e contemporâneo. O artigo mostra o papel sobremaneira fundamental do
poder da vigilância e da força que são exercidos intercaladamente. Por isso, o
poder coercitivo do Estado não se dá apenas no uso da força da violência, mas
pelo poder da disciplina e da educação que, implacável e sorrateiramente,
exercem o papel de fazer “cumprir” a vontade do Estado sobre todos nós. A ação
do Estado não é apenas castradora, mas domesticadora, no sentido de estabelecer
modelos de ação e de reação diante daquele que ocupa o lugar de soberano. A
escola, o hospital, o exército, a fábrica e tantas outras instituições são os
espaços nos quais essa força domesticadora, disciplinadora e regulamentadora
farão o papel de vigiar e punir todos e cada um, bem como, estabelecer uma
verdadeira microfísica do poder.
line-height:107%;font-family:"Arial",sans-serif;mso-fareast-font-family:Calibri;
mso-fareast-theme-font:minor-latin;color:#222222;mso-ansi-language:ES-AR;
mso-fareast-language:EN-US;mso-bidi-language:AR-SA">


Descargar archivo

Comentar